• As garotas do fundo da sala

    Dirty Girls é um mini documentário amador filmado em 1995 sobre um pequeno grupo de garotas grunge que estudam em uma escola particular em Los Angeles. O filme mostra de forma honesta a relação das adolescentes com os outros alunos, esses outros que as intitulam de “dirty girls” por causa do modo que elas se vestem e se comportam. As meninas distribuem zines sobre feminismo e discutem sobre como é ser diferente em um ambiente tão hostil que é o ensino médio.

    Vale a pena também assistir o video do reencontro que aconteceu no ano passado:

  • Stainless, por Adam Magyar

    Tem algo extremamente poético nessa série de videos em câmera lenta do Adam Magyar, que captura o micro universo das plataformas de metro. Não é uma ideia original, mas o modo como o artista registra as pessoas faz desse trabalho algo autêntico, transformando essas pessoas em esculturas ultra realistas. Esse é o video no Japão, […] >
  • Meus discos favoritos de 2013

    Esse foi um dos anos que eu menos ouvi discos novos e passei boa parte do tempo escavando sons antigos, principalmente para alimentar o 1001 Discos Para Ouvir Antes de Morrer, Lado B (acho que vou ganhar tempo de presente de natal para retornar com o projeto). Mesmo assim eu consegui fazer uma pequena lista […] >
  • 1001 Discos Para Ouvir Antes de Morrer, Lado B #981 Albert Ayler Trio – Spiritual Unity [1964]

    981. Albert Ayler Trio – Spiritual Unity [1964]

    Albert Ayler sempre dizia que a sua música era sobre sentimentos e não sobre notas musicais, e isso fica bem evidente no álbum Spiritual Unity. Vindo de um background gospel, Albert Ayler usa essa influência espiritual para buscar na música algum tipo de ascensão pessoal e essa jornada começa com a incrível faixa “Ghost”, que tem um dos temas mais marcante de toda a história da música. Já em “The Wizard”, o trio está completamente livre em relação a concepções de melodias e temas, transformando essa jornada em um ritual musical guiado pelo mago Ayler. Antes de chegar no final, o trio passa por “Spirits”, que soa como um momento de descanso antes de culminar na música final “Ghosts (Second Version)” e o disco acaba como começou, assim como a vida que é um grande ciclo de transformações.

    ▽ OUVIR ▽

    1001 Discos Para Ouvir Antes de Morrer, Lado B é um exercício de reflexão sobre algumas facetas não tão conhecidas dentro da história da música. Funciona como um apêndice com 1001 discos que abrangem a música feita em uma camada (as vezes mais de uma) abaixo do mainstream e que são importantes dentro desse contexto, mas que acabaram sendo esquecidos pelo caminho. Veja a lista completa aqui.

  • Ouça o primeiro show da volta do Neutral Milk Hotel


    Na última sexta-feira aconteceu o tão esperado (15 anos) retorno do legendário Neutral Milk Hotel. Com um setlist que incluiu todas as músicas do In The Aeroplane Over The Sea (menos “Communist Daughter”), metade do On Avery Island e algumas pequenas surpresas, a banda fez um show glorioso e mágico. Um dos fãs que estava presente conseguiu capturar em audio o evento e você pode ouvir aí embaixo.

  • Pesquisa OEsquema

    Olá pessoas do bem! Chegou a hora de conhecer um pouco melhor quem visita o Anorak. Quando vocês tiverem um tempo de sobra, respondam a pesquisa clicando no botão aí embaixo. É rapidinho e vai ajudar OEsquema a ficar mais bacana. Obrigado!


  • 1001 Discos Para Ouvir Antes de Morrer, Lado B #982 Rosinha de Valença – Apresentando [1963]

    982. Rosinha de Valença – Apresentando [1963]

    Apresentando é o primeiro disco da violonista Rosinha de Valência e foi gravado um pouco antes dela entrar para a banda Brasil 65 (Sergio Mendes, Jorge Ben e Chico Batera) e fazer turnê pelos Estados Unidos e Europa. É um disco composto em sua maioria por interpretações instrumentais de canções de vários artistas, entre eles Baden Powell, Vinícius, Tom e Noel Rosa.

    ▽ OUVIR ▽

    1001 Discos Para Ouvir Antes de Morrer, Lado B é um exercício de reflexão sobre algumas facetas não tão conhecidas dentro da história da música. Funciona como um apêndice com 1001 discos que abrangem a música feita em uma camada (as vezes mais de uma) abaixo do mainstream e que são importantes dentro desse contexto, mas que acabaram sendo esquecidos pelo caminho. Veja a lista completa aqui.

/ Anorak
Por Cláudio Silvano
Share with your friends










Submit
Share with your friends










Submit
Share with your friends










Submit
Share with your friends










Submit
Share with your friends










Submit
Share with your friends










Submit
Share with your friends










Submit