• Quarta de cinzas antecipada

    E acabou que neste ano eu não fiz a programação de blocos de carnaval de São Paulo. Férias com a família em janeiro e uma dose de preguiça acabaram cessando o que seria a sétima edição consecutiva. Carnaval sempre foi coisa séria em casa e na minha família. Desde pequeno meus pais incentivavam eu e minha irmã a se fantasiar e a pular carnaval. Os desfiles das escolas de samba também sempre foram assistidos de cabo a rabo, fosse no “camarote particular” que meu pai montava em casa, fosse numa TV portátil dentro de um carro em Serra Negra, como ocorreu no carnaval de 96.

    Mais velho, comecei a frequentar os ensaios da Vai Vai. Lá, conheci o Bloco dos Esfarrapados e Banda do Candinho, ambos do Bixiga. Pouco depois, a Banda Redonda no centro e o Classe A na Barra Funda e outros blocos pela cidade. Durante alguns anos, além do carnaval das escolas de samba, me diverti muito nos blocos de rua. Entretanto, sempre senti falta de uma maior divulgação desses blocos. Então, em 2008, fiz o primeiro Guia de Blocos de Carnaval de SP. Na época, eram 24. em 2012 foram mais de 60. Até que em 2014 a coisa ficou enorme, com mais de 200 blocos. Além dos blocos do centro expandido, sempre tentei incluir os blocos que rolam em outras partes da cidade.

    Desde o ano passado, a imprensa tem dado muito espaço para os blocos que rolam na Vila Madalena e no Eixo Centro-Augusta. Com isso, a adesão e as críticas ao carnaval de rua tem crescido no mesmo ritmo. Não vou me prolongar aqui, mas, em resumo, a minha opinião é que qualquer tentativa de ‘organizar’ o carnaval tira dele a sua essência de espontaneidade. Espero voltar no próximo ano divulgando os blocos esquecidos pela grande imprensa.

    Tenho lido que o poder público tem tentado se apropriar e lucrar com o carnaval de rua. Seria um retrocesso. Por enquanto, vamos acompanhar e nos divertir, afinal, é carnaval. Bora pular!

  • Mundo Gourmet

    A galera do Amada Foca acertou em cheio nesse vídeo sobre um dos grandes males da sociedade contemporânea: a gourmetização. Na mesma linha, o Raio Gourmetizador também é genial.

  • Pelé e Coutinho

    Uma das maiores duplas futebolísticas de todos os tempos se reencontra para jogar videogame. Sensacional!

  • X-Coração na Disney

    Não, a Disney não vai começar a vender o sanduíche mais popular do Rio Grande do Sul. Na real, a partir de 2015, o canal Disney XD vai exibir a série X-Coração, que tem Carlos Gerbase e sua filha, a também cineasta Iuli Gerbase, como roteiristas. A direção da série é de Guto Bozzetti e Lisandro Santos.

  • Caraca, Thiaguinho

    A Soma produziu para a Beats esse vídeo em que o Thiaguinho mostra como foi o processo de criação do hit “Caraca, Muleke”.

  • Academia de Drags

    No início da semana passada a Nat, que trabalha comigo, me passou o link da Academia de Drags, a versão brasileira de RuPaul’s Drag Race. Só consegui assistir no final de semana e rolei de rir, como sempre, com a Silvetty Montilla. A ideia é ótima e, com alguns pequenos ajustes, dá para ir para a TV facilmente. A primeira temporada tem participação do estilista Alexandre Herchcovitch, da primeira drag brasileira, Márcia Pantera e do maquiador Márcio Merighi.

  • De onde vem a água?

    A minha vem (vinha) da Cantareira. E a sua?

Share with your friends










Submit
Share with your friends










Submit
Share with your friends










Submit
Share with your friends










Submit
Share with your friends










Submit
Share with your friends










Submit
Share with your friends










Submit