OEsquema

O valor da nossa atenção

O economista e prêmio Nobel Herbert Simon escreveu em 1971 que um mundo com riqueza de informação provoca naturalmente a escassez daquilo que a informação consome: atenção. Resumindo, riqueza de informação produz pobreza de atenção. É um fenômeno que estamos claramente vivendo hoje, quando não temos atenção suficiente pra dar a tudo que aparece ao nosso redor.

Quando uma marca faz uma campanha publicitária, ela está justamente querendo comprar a nossa atenção, seja com a repetição de uma mensagem sem graça, seja sendo apelativa pra impactar ou usando uma moeda mais digna, a criatividade.

Sim, é isso mesmo. Os investimentos milionários em televisão, rádio, jornal, internet e celular servem só pra chamar a sua atenção. Na verdade, o poder de prestar ou não prestar atenção na campanha é seu.

Quem é dono da sua atenção, é mais poderoso do que qualquer uma dessas grandes empresas.

***

Post inspirado num texto que gravei para o Minimalismo na Oi FM.

5 Comentários
por: Gustavo Mini postado em: Desenhos, Mente, Publicidade tags: , , , , , , , , ,

5 Comentários

Comentário por André Perez
23 de novembro de 2009 às 19h38

Descobri hoje e já tô achando esse um dos blogs mais legais que já encontrei.

Responder

Comentário por Rafael França
25 de novembro de 2009 às 14h04

Oi Gustavo! Ouvi hoje o minimalismo na Oi e achei fantástico o que você disse sobre curadoria. Não estou conseguindo acessar o arquivo de audio, você tem esse texto publicado aqui no blog, ou o audio em algum lugar? Conheci hoje o blog tb e ja favoritei! Muito bom!
abçs

Responder

Comentário por Gustavo Mini
25 de novembro de 2009 às 14h08

Oi Rafael.

Vai rolar um grande arquivão com todos os Minimalismos no site da Oi.
Mas ainda temos que aguardar.
Talvez semana que vem eu poste o texto aqui, ainda não sei. :-)

Grande abraço, valeu a audiência e o comentário.

Responder

Comentário por Tommy Beresford
1 de dezembro de 2009 às 10h31

Gustavo, o texto acima (o do post atual) é seu ? Gostei imensamente, bate com o que penso. Mas o link não abriu. Grande abraço.

Responder

Pingback por O valor da nossa atenção « Charles Cadé Blog / Comunicação, tecnologia e cultura digital
30 de dezembro de 2009 às 7h27

[...] Mini, no seu blog. Antes de se entregar a inúmeras promessas de ano novo, convém pensar realmente sobre suas [...]

Deixe um comentário