OEsquema

Todos os filmes são o mesmo

Você já deve ter notado que cartazes de filme hoje em dia não se dignam muito a serem originais (reflexo do próprio cinema atual?). O francês Christophe Courtois percebeu isso e reuniu algumas “coincidências” em seu blog.

Lá tem mais.

11 Comentários
por: Alexandre Matias postado em: AHAHAH, Cinema, Destaque, Imagem, Loki, Paranoia, Pop, Talagadas tags: , , ,

11 Comentários

Comentário por Cleiton
18 de novembro de 2011 às 11h07

Os filmes hoje já não são mais os mesmos: http://youtu.be/kJ7n2EVRxHo

Responder

Comentário por Shima
18 de novembro de 2011 às 12h30

Manda esse francies catar coquinho e fazer a mesma pesquisa com embalagens de biscoito… Nada de novo, nem nessa pesquisa. Isso não e nada mais que uma pesquisa de embalagem. Aí, a peça gráfica não tem nenhum compromisso em ser arte, só um veículo comercial mesmo… Mérito de ter perdido tempo fazendo isso.

Responder

Comentário por Fred Costa
18 de novembro de 2011 às 13h08

Descobri que eu gosto dos filmes de fundo amarelo…

Responder

Comentário por doggma
18 de novembro de 2011 às 23h17

É uma parte da estratégia pré-aprovada pelo mkt dos estúdios. Um formato muito utilizado também é o contraste laranja/azul:

http://www.slashfilm.com/orangeblue-contrast-in-movie-posters/

E meio que discordando do Shima, ainda que tecnicamente, essas peças gráficas de cunho puramente comercial influem na composição dos filmes (não deviam, mas…). Vide as matizes laranja e verde, quase onipresentes em Hollywood hoje:

http://theabyssgazes.blogspot.com/2010/03/teal-and-orange-hollywood-please-stop.html

Responder

Comentário por japaone
19 de novembro de 2011 às 10h47

Também fiquei meio bobo aqui com os de fundo amarelo. Esperava ver Kill Bill entre eles…

Responder

Comentário por Pietro Impagliazzo
19 de novembro de 2011 às 13h10

Seja contratado para fazer um ótimo design de um grande filme com um prazo curto e aprenda a arte de se “inspirar” nas referências.

Responder

Comentário por Luiz Augusto Estacheski.
19 de novembro de 2011 às 17h24

isso me fez lembrar que tu ainda não colocou aí a ‘explicação’ daquela história de haver apenas 12 tipos de roteiro.

Responder

Comentário por Alê Martins
20 de novembro de 2011 às 13h07

E qual o problema ? filmes do mesmo estilo ( drama,ação,etc..) ,seguem o mesmo estilo visual também,na arte,na fotografia,existe meio que um “caminho ” á se seguir na parte criativa,por exemplo,filmes de drama,possuem cores menos saturadas e a fotografia tem menos contraste,filmes de ação,luz super contrastada pra gerar tal sensação no cérebro de quem assiste e assim por diante…claro que pode variar,mas não é questão de criatividade,é questão de técnica,publico alvo e etc etc etc….. acho que o filme do Batman com um poster rosa,não era a proposta do diretor….

Responder

Comentário por Thiago Dantas
24 de novembro de 2011 às 15h44

Que saudade de Saul Bass.

Responder

Comentário por rodrigo
28 de dezembro de 2011 às 21h18

Mais decepcionante que o “mundo cão” midiático noticiado em blogs e sites, são os comentários dos leitores desses mesmos blogs e sites. É triste ver as pessoas chacelando mediocridade; é triste que isso seja feito sob a justificativa da demanda de mercado.
Enfim, temos os filmes e a arte que “merecemos”.
As aspas são um arroubo de humildade, pq eu, certamente, não mereço essa bosta.
Abraços.

Responder

Comentário por Tatiana
30 de dezembro de 2011 às 9h32

Rodrigo, o que você especificamente não merece? o que o fato das capas serem parecidas te incomoda?

Interessante a seleção do cara, só não entendo as capas amarelas. A cor é a única semelhança.

Difícil mesmo é entender porque as pessoas se recusam a aceitar apenas o que se é (tem sempre um motivo absurdo por trás). Não fui no site do cara, não sei se ele fez isso com o objetivo de falar “olha, ninguem é original”. Se for isso, é uma tremenda bobagem. Mas visualmente é legal de ver. Não vejo isso como uma crítica negativa.

Responder

Deixe um comentário