OEsquema

Kony 2012: Como a celebridade pode fazer justiça

Abaixo a campanha bolada pela ONG Invisible Children: tornar o rosto do gangster Kony, que sequestra crianças para torná-las parte de seu exército em Uganda, uma das imagens mais conhecidas de 2012 – para que ele possa ser preso e levado a julgamento.

6 Comentários
por: Alexandre Matias postado em: Loki, Paranoia, Pop, Talagadas, Video tags: , ,

6 Comentários

Comentário por Bruno
9 de março de 2012 às 8h07

Nâo teve um radialista americano defendendo esse cara pois a organização dele se chama ” O exército do senhor”?

Responder

Comentário por Laura
9 de março de 2012 às 10h14

Fico com a sensação de que esse vídeo é o ‘fardo do homem branco’ da sociedade moderna. A maneira como ele aborda o tema é bem esquisita, dados que rolam soltos na internet mostram que a ONG apoia a intervenção militar para a captura dele. Mas, pense bem, é complicado apoiar esse tipo de atitude em um exercícito formado principalmente por jovens e crianças, não é? Além disso, a própria intervenção das forças armadas dos EUA em Uganda, onde ele nem mais age, parece, de alguma forma, desnecessária. Enfim, minhas impressões.

Responder

Comentário por Scubi
10 de março de 2012 às 15h31

Concordo com a Laura. É só ver essa foto pra perceber qual é a desses heroizinhos hipsters americanos…

http://assets.vice.com/content-images/contentimage/no-slug/26c1ea8189c331cad4f60c83b1a06aaf.jpg

Responder

Comentário por Helena Mello
14 de março de 2012 às 17h24

Excelente post! Descobri sobre o assunto em um bom blog que eu vi, excelente documentário. Quem quiser dar uma olhada na matéria que estou falando, eu recomendo. http://andreaneves.com/site/kony/

Responder

Comentário por mata sesse maldito destruidor de crianças
14 de março de 2012 às 20h12

esse maldito que treina crianças pra matar tem que ser morto koni 2012

Responder

Comentário por Fábio
14 de março de 2012 às 21h56

Parem com esta eterna idiotice de anti-americano e foquem a causa! Coloquem sempre a causa à frente!!!!

Responder

Deixe um comentário