• Diogo Strausz e o primeiro grande disco de 2015

    E quem diria que o primeiro grande disco de 2015 seria brasileiro e viria do Rio de Janeiro? O primeiro volume de Spectrum, a estreia do produtor Diogo Strausz (cheia de participações especiais), já vinha cercado de expectativa, todas correspondidas e subvertidas à medida em que se dá o play no disco recém-lançado. Ele começa os trabalhos com “Chibom”, uma imaginária road trip dos Autoramas pela América Latina, em uma das muitas guitarradas surf espalhadas pelo disco. E à medida em que nos conduz pelo lado A, nos leva a crer que estamos entrando em um disco dançante e hedonista (“Narcissus”, a irresistível “FCK” e o exercício pop “Me Ama”, um dueto com Kassin), que só nos desvia a atenção da pista na pesarosa “Right Hand of Love”. Mas ao virarmos para o lado B, introspectivo e triste, desfazendo-se em sambas (“Assombração”, com Danilo Caymmi), boleros (“Se Renda”, cantada ao lado do pai, Leno, da dupla Leno e Lilian) e baladas (a dramática “Diamante”, com Alice Caymmi), percebemos que Spectrum, na verdade, é um disco noturno, com suas meia-noites febris e suas cinco da matina solitárias, contrapondo gêneros musicais e épocas distintas num mesmo tom emocional. Sofisticado e plástico ao mesmo tempo, a estreia de Strausz resume a interessante cena musical que renasce no Rio sintetizada no pequeno poema de Valmir Araújo recitado antes da toada “Vovô”: “Ah, a saudade… A expectativa do futuro sob a ótima do passado. A visão imaculada não do que aconteceu, mas de como lembramos…”

    Dá pra baixar o disco de graça no site dele.

  • Como fazer um reservatório de água automático

    Uma boa dica pra armazenar água nesses tempos de seca paulistana é esse reservatório motorizado bolado pelo carinha do Manual do Mundo.

    Achei que fosse mais simples, mas você precisa soldar fios etc. Mas de qualquer forma, é uma boa dica pra muita gente. Só toma cuidado pra não levar choque, hein!

  • O que o novo Quarteto Fantástico tem a ver com os filmes de David Cronenberg?

    E não bastasse o próximo filme do Quarteto Fantástico estar sendo dirigido pelo mesmo Josh Trank do Chronicle (Poder Sem Limites, no Brasil, não viu ainda?), eles chegam agora com esse trailer responsa.

    O Ramon tá achando que eles vão se enveredar pelo caminho da Planetary, mas nessa entrevista que o Trank deu ao site Collider, ele fala de uma outra abordagem para o filme:

    “Acho que é o lado de ficção científica do filme que o separa dos outros filmes de super-herói. Eu sou muito fã de David Cronenberg e sempre vi o Quarteto Fantástico e o tipo de estranheza que acontece como os personagens e na forma como eles se transformam muito na linha de um conto de ficção científica Cronenberguiano, em que algo horrível acontece com seu corpo e o transforma de um jeito que você não consegue controlar. E o potencial de ficção científica pesada num material desses me deixa muito animado. (…) Acho que as pessoas têm um concepção errada quando chegam nos adjetivos. “Fantástico” quer dizer que o tom deve ser fantástico e estamos falando de coisas fantásticas que não precisam ser ‘pop’. As pessoas precisam refrescar seu entendimento do idioma porque “fantástico” é A Mosca. São coisas fantásticas que acontecem com pessoas reais e realidades que vemos em nossos cotidianos.”

    Imagina o que esse cara pode fazer…

  • 4:20

  • Better Call Saul – O trailer

    Finalmente: eis o primeiro trailer oficial do seriado Better Call Saul, derivado do já clássico Breaking Bad, que conta as desventuras do advogado Saul Goodman – ou melhor dizendo… Jimmy? – antes dos eventos que assistimos em Breaking Bad.

    A série estréia no mundo inteiro no início de fevereiro, ao mesmo tempo – é a uma série Netflix, afinal.

  • Calvin e Haroldo fora dos quadrinhos

    O fotógrafo norte-americano Nite4awk criou um tumblr em que ele postava Calvin, Haroldo e outros desenhos de Bill Watterson sobre fotos de paisagens que ele havia tirado, mas não demorou muito tempo para que exigissem que ele retirasse o site do ar. Felizmente, há a internet o Update or Die salvou umas dessas imagens incríveis […] >
  • Filme dos Jetsons?

    O site Deadline confirma que o estúdio Warner voltou a se interessar pela possibilidade de transformar o desenho Jetsons em um filme com atores de carne e osso. É bom que agilizem isso logo, porque a história dessa adaptação vem desde os tempos do filme dos Flintstones (que é de 1994), o futuro dos Jetsons já é uma relíquia do passado e daqui a pouco ninguém nem mais lembra que os Jetsons existiram (mas por favor não me venham com aquele papo que o Kanye West pode estar envolvido)…

Share with your friends










Submit
Share with your friends










Submit
Share with your friends










Submit
Share with your friends










Submit
Share with your friends










Submit
Share with your friends










Submit
Share with your friends










Submit