• Grimes vem aí!

    Nossa querida Grimes deu notícias pelo Twitter sobre seu próximo disco: anunciou que sairá em outubro, que chegará aos fãs antes de ir para a imprensa e que será lançado de forma que só será possível ouvi-lo de uma vez só (talvez num mesmo arquivo de áudio?). Eis a conversa que ela participou durante o fim de semana, com os fãs:

    grimes2015-twitter

    Ela também disse que o disco será bem diferente dos trabalhos anteriores:

    A foto é do Instagram dela.

  • Como foi a Noite Trabalho Sujo com a Babee e a Jana Felix

    Babee e Jana esquentaram a noite de sexta, como dá pra ver pelas fotos do Augusto a seguir. E nessa sexta quem assume a pista do Alberta sou eu, apresentando uma novidade… >
  • A primeira vez que Paul McCartney tocou “Temporary Secretary” ao vivo

    Sir Paul McCartney está longe de cair na mesmice e em seu show londrino desse sábado simplesmente tocou, pela primeira vez ao vivo, a incrível “Temporary Secretary”, que compôs nos anos 70.

    Foda!

  • Sobre crítica musical e jornalismo cultural

    Fui convidado para entrevistar o Otto no Seminário sobre Jornalismo Cultural que o Espaço Cult realiza desde ontem. Falamos sobre crítica musical numa entrevista em que convido os alunos a entrevistar comigo o percussionista pernambucano num evento que ainda teve participações do Marcos Augusto Gonçalves (o editor do caderno Ilustríssima), o Otavio Frias Filho (diretor de redação da Folha de S. Paulo), o Wellington Andrade (professor da Cásper Líbero), a Raquel Cozer (repórter que cobre literatura na Ilustrada), Isabela Boscov (crítica de cinema da Veja) e Giselle Beiguelman (editora-chefe da revista Select). O papo com o Otto começa às 14h30 e vai até às 16h. Mais informações no site do Espaço Cult.

  • Do Amor 2015: “Take My Breath Away”

    Os cariocas Do Amor lançaram a primeira música de seu terceiro disco – que ainda está em processo – antes de zarpar para a Europa, onde fazem escala no festival Primavera, em Barcelona. “O Aviso Diz” pega a base da melodia do hit da trilha sonora de Top Gun (escancaradamente citado no refrão) para construir mais uma de suas modinhas anos 80 com aquelas referências metas que soam mais paulistas que cariocas, mais Lira Paulistana que Asdrúbal Trouxe o Trombone.

  • 4:20

  • Mario Max

    Se o novo Mad Max tivesse uma pitada de Mario Kart – ou vice-versa – talvez teríamos algo um pouco mais inusitado…

Share with your friends










Submit
Share with your friends










Submit
Share with your friends










Submit
Share with your friends










Submit
Share with your friends










Submit
Share with your friends










Submit
Share with your friends










Submit