• Os bons shows de 2014

    E eu achando que em 2013 tinha visto pouco show… 2014, também conhecido como dois mil e catarse, passou como um relâmpago. A lista abaixo segue sem nenhuma ordem específica, tirando o primeiro lugar, dos melhores shows assistidos esse ano. – O show de 2014: Tame Impala (Circo Voador) Já era a terceira vez dos […] >
  • Phil Collins, “I Cannot Believe It’s True”

    Estou há dois dias com essa música na cabeça, acho que porque ouvi tocando num restaurante na hora do almoço. Mas a qualidade da transmissão da rádio não faz justiça a música.

    Alguns dos elementos mais cafonas se encontram numa produção perfeita, o resultado é uma aula. Faz a lista, tem tudo lá: abertura com uma virada de bateria, solo de guitarra, de sax, coros, camas de teclado, tudo junto, separado…

    Bota o fone pra ouvir. A percussão precisa, a progressão dos teclados, os coros indo juntos pro mesmo lado, as viradas de caixa que parecem uma mãe dando um tapa na orelha de uma criança mal criada, o sax cortando tudo, o baixo, as vezes disco, encaixado ao mesmo tempo no bumbo e no arranjo de metal. O próprio Phil Collins toca os teclados, bateria, percussão e canta. Que coice.

    Aperta o play e alegre o seu sábado.

  • Estreia novo projeto de integrante do The Twelves: Plucking Wings, “Back”

    Novo projeto de João Miguel, uma das metades do The Twelves, saiu hoje a primeira música do Plucking Wing, “Back”.

    João explica um pouco do projeto:

    “O Plucking Wings existe há muito tempo na minha cabeça, provavelmente desde a adolescência quando eu ouvia Radiohead, Smashing Pumpkins e REM sem parar. Foi nessa época que aprendi a tocar guitarra e ter música como um religião.
    Com a tecnologia de hoje e todo o aprendizado em produção nos últimos anos, só agora consegui misturar essas antigas ideias com referências novas em ondas sonoras. O resultado é essa banda de um homem só.”

    Já tem mais duas prontas pra sair, só ficar de olho no Soundcloud do Plucking Wings e no Bandcamp, caso queira comprar as faixas.

  • Fabrizio Mammarella, “Tropicantesimo” (mixtape)

    Chapahouse  de um DJ que já tocou na Moo duas vezes e que o Ícaro explicou assim:

    “…daí o dj italiano maluco foi curtir um verão em praias exóticas no hemisfério sul. chegando lá tomou um alucinógeno indígena que fez o velocidade do tempo relativizar. fractais tribais africanos surgiram do mar entre os coqueiros e as meninas do hula hula. um nigeriano estava passando e fez o registro sonoro desse momento. o Bruno Guinle, numa noite de calor achou essa pérola e me mandou. eu mando pra vcs que estão na firma pensando no mar de ipanema.”

    Então é isso, encerrando 2014? Pode puxar o plugue?

    As listas de bons discos do ano vem na segunda.

  • Doc trailer: “Tiny: A Story About Living Small”

    A casa perfeita pode ser pequena, muito pequena.

    TINY: A Story About Living Small – International – Trailer from TINY on Vimeo.

  • Amplexos, “A Música da Alma Dub”

    Saiu o disco de versões de dub do Amplexos. “A Música da Alma Dub” inclui mixagens do Mad Professor, Scientist, Victor Rice, Buguinha Dub e outros.

  • Giovani Cidreira, “Giovani Cidreira” (EP, 2014)

    foto: Isabela Maranhão/divulgação, via Facebook

    Da Bahia.

/ URBe
por Bruno Natal

Cultura digital, música, urbanidades, documentários e jornalismo.
Não foi exatamente assim que começou, lá em 2003, e ainda deve mudar muito. A graça é essa.

falaurbe [@] gmail.com
Share with your friends










Submit
Share with your friends










Submit
Share with your friends










Submit
Share with your friends










Submit
Share with your friends










Submit
Share with your friends










Submit
Share with your friends










Submit