OEsquema

Patricia Correta corrige William Bonner (atualização: Globo censura vídeo)

rafucko_bonner

Mais uma do Rafucko.

Atualização: liberdade de expressão é isso aí: “This video is no longer available due to a copyright claim by Organizações Globo”.

Parece piada pronta: Globo tira do ar vídeo que criticava o patético editorial lido no Jornal Nacional.

“Sem cidadão informados não existe democracia”. Pois é William, pois é…

Nos EUA, por exemplo, essa alegação mambembe de violação de direitos autorais não colaria, porque lá existe uma lei chamada Fair Use (Uso Justo), que permite a reprodução de qualquer material protegido desde que dentro de um contexto pertinente, o que claramente é o caso aqui. Afinal, como o Rafucko pode criticar o editorial sem mostrá-lo?

Isso pra não entrar no âmbito da liberdade artística, antes que alguém venha dizer que ele não precisava mostrar o vídeo, mas bastaria citá-lo (quem escolhe a forma é o artista).

Só tem um nome pra isso e vc sabe qual é.

Obviamente, o vídeo continua circulando. É a democracia da internet, Globo. Um dia vocês entendem.

4 Comentários
por: Bruno Natal postado em: Destaque, Imagem tags: , , , , , ,

4 Comentários

Comentário por Lele
18 de fevereiro de 2014 às 11h36

Ditadura Global !! Até quando ??

Comentário por Junior Godim
18 de fevereiro de 2014 às 22h07

Vi uma entrevista no Saia Justa (RÁ) com cientista político que dizia que temos muito pouco tempo de democracia contínua no Brasil, e que estamos agora começando a aprender a usa-la. Até a Globo aprender isso, vai mais uns trinta anos – ou não, vai na marra mesmo. Muito bom este vídeo do Rafucko, o cara é um excelente pensador do nosso tempo, e com humor, o que o torna ainda melhor.

Pingback por Ativista Rafucko tem vídeo satírico censurado pela Rede Globo · Global Voices em Português
22 de fevereiro de 2014 às 8h36

[…] jornalista Bruno Natal acrescentou, em seu […]

Pingback por Brazilian Activist’s Video Satire Censored After Globo TV Claims Copyright · Global Voices
27 de fevereiro de 2014 às 18h29

[…] Bruno Natal added on his […]

Os comentários estão fechados.